Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2014

Rompimento Maçônico

Tempos modernos exigem atitudes modernas, do contrário somos fadados ao ostracismo, à mumificação. Respeito as crenças egípcias, no entanto quando maçons políticos se submeterem a ideologias criminosas como as petistas, a questão da ordem fica em segundo plano. Maçons, descendentes dos templários, usaram muito bem a "ordem" para controlar a sociedade, para engavetá-la sob a ponta de suas canetas para que suas tintas acorrentem a evolução humana.

Sim! Somos todos humanos e erramos sempre, até onde chegue nossa avaliação do "certo" o quanto convir. Mas todo este medo da liberdade cedo ou tarde rompe estas algemas quando por exemplo o Estado cria uma equação econômica de criminosos versus cidadãos, cria leis a inocentarem quem mata, quem estupra, quem rouba, para que, ao cumprirem as penitências que a leis os obriga, elimina-se a qualificação de criminosos para todos virarem cidadãos. Como conseqüência todos se tornam "iguais" perante esta democracia de meia…

Fundamentos da Magia do Caos

A Magia do Caos não é uma tradição, o que incomoda a abordagem por muitos teóricos de carteirinha, mas é justo por isto que ela adquire tanto poder aos praticantes que nenhuma outra "tradição" tem. A liberdade utilizada ao mesmo tempo de todas outras tradições, até mesmo as não tradições, a torna uma magia de meta-paradigmas, ou um pacote no qual vários "weltshanung" podem, sem qualquer obrigação, serem intercambiados. Toda pessoa que pratica Magia do Caos é livre a acreditar no que quiser, desde que use sua crença a funcionar e trazer resultados desejados. 
A rainha está morta. Longa vida à rainha!Então percebemos que a Magia do Caos não é um método "novo" ou "diferente", mas é todos os métodos que a pessoa escolha praticar inclusive de tradições. Ela é um 'plus' aos conceitos da pessoa para destacar a liberdade que dá a si mesma e às outras pessoas que praticam magia a fazerem o que quiserem mas que realmente funcione. Viver este meta-p…

O que se tornou Magia do Caos

Conforme passei no post anterior sobre a filosofia por detrás da Magia do Caos, que envolve na sua essência a liberdade e sua respectiva responsabilidade, convém agora fechar a outra ponta deste triângulo. Para dar congruência a isto, temos a liberdade de fazermos nossa Vontade pura, ou a ação, temos os resultados de nossas ações que são tipicamente conhecidos como reações, e fica faltando a terceira ponta do triângulo de nossa "Grande Obra".

Para entender esta terceira ponta entenda a manifestação da liberdade que tanto assustou o pai de Bakunin, um dos anarquistas ancestrais. Lembram que comentei sobre a corrida do pai de volta à aristocracia quando viu a manifestação prática da liberdade? Pois é... Muitas pessoas praticam a magia com seus piores medos e, quando ele se manifesta, correm de volta à ordem comum, ciência, religião ou qualquer outro conceito previsível e aceito pelos grupos que convivem juntos. Como nossas crianças trancadas à sete chaves para serem poupadas…

Magia do Caos

Neste meu primeiro Blog aqui falarei sobre Magia do Caos:

Magia do Caos nasceu de sua teoria, ou Teoria da Magia do Caos - TMC,  conforme Peter J. Carroll formula no seu livro "Liber Kaos", o qual fiz um estudo sobre publicado na Editora Clube de Autores. A distinção desta linha de atividades às outras existentes é no seu paradigma e a aplicação deste nas suas práticas.

Apesar de surgir no Hemisfério Norte, a ênfase num mote é o recurso principal para englobar magia de TODAS as origens. Isso mesmo: TODAS. Metaclypse o Jovem, ou Gregory Hill, nascido em 21 de maio de 1941, falecido de câncer em 20 de julho de 2000 e Lord Omar Khayyam Ravenhurst, ou Kerry Wendell Thornley, nascido em 17 de abril, 1938 e falescido em 28 de novembro, 1998 criaram o mote também base de uma filosifia moderna chamada Discordianismo:

"Tudo é verdadeiro, tudo é permitido". 
Diante da associação deste paralelo com a a filosofia oriental do Yin e do Yang, que nestes paralelos juntos represent…